Acampando com crianças

com filha e neto
Camping Chapéu de Sol - Itu/SP
◊ Escolhendo o camping › ›
  • • Tudo começa com a escolha do lugar: pesquise, principalmente para quem viaja com bebês e crianças pequenas. Procure escolher lugares com bastante estrutura de lazer como piscinas, parques aquáticos, play kids, parquinhos, passeios de barco, cavalo, jipe, salão de jogos, monitores e etc. Lembre-se, criança entediada transforma seu dia num inferno.
    • Pesquise em blogs de quem já foi quais os prós e os contras daquele camping, se necessário faça perguntas e tire suas dúvidas através dos blogs. Não confie só nas informações dos sites dos campings, eles muitas vezes não trazem informações completas ou 100% verdadeiras.
    • Um exemplo clássico é quando o site diz que o ambiente é familiar e chegando lá é um imenso baile funk com vinte carros e seus porta-malas abertos tocando 20 tipos de músicas diferentes no máximo até às cinco da manhã. Atenção: lugar com muito jovem e galera acaba não sobrando espaço para as crianças.
◊ Previsão do tempo › ›
  • • Outro ponto fundamental é o tempo, acompanhe as previsões e não confie em um único site porque eles discordam entre si quase sempre. Se você não tem um equipamento que possa garantir um espaço e conforto em caso de chuva cuidado pois manter uma ou mais crianças dentro de uma iglu em um dia de chuva é tarefa para profissional.
    Muitas vezes a chuva aparece durante o acampamento, ai é interessante saber se no camping existem chalés para locação e o valor, assim você tem um plano “B” se a situação ficar fora do controle. Salões de jogos e play kids em locais fechados são ótimos refúgios na hora da chuva.
◊ Preparativos › ›
  • • A escolha dos equipamentos e a preparação é uma tarefa prazerosa que deve ser dividida com as crianças, desde a compra da barraca (se for sua primeira vez), até na organização dos equipamentos. Deixe que elas arrumem seus pertences, suas mochilas, escolham as comidas que querem levar, deem palpites sobre cardápios, atividades e passeios. Mostre o site e os blogs com fotos do camping e deixe-as sonharem junto com a família, todos devem participar.
◊ Chegando ao camping › ›
  • • Ao chegar distribua funções e tarefas conforme a idade e capacidades, assim todos ajudam e não ficam nervosos de ansiedade, crianças pequenas não aguentam esperar a hora de poder entrar na barraca, por isso assim que estiver montada determine logo o local de cada um e deixe que elas organizem seu espaço. Sempre monte primeiro tudo o que for referente às crianças como o quarto, o colchão e etc.
◊ A barraca › ›
  • • A barraca deve ser resistente e ter telas mosquiteiras, que devem permanecer sempre fechadas. Hoje todas as barracas oferecem portas duplas, uma de tecido e uma de tela, assim pode-se deixar a de tecido aberta e a de tela fechada para arejar. A tela é fundamental para protegê-las de insetos.
◊ Proteção › ›
  • • Repelentes e protetores de sol também são artigos fundamentais para um acampamento com crianças, mas tome cuidado, existem repelentes específicos para crianças menores de sete anos e mesmo esses não devem ser usados por muito tempo e nem sob o sol, alguns repelentes podem queimar ao sol por serem oleosos, dê preferência para o uso nos horários de pico dos pernilongos, ao escurecer.
◊ Alimentação › ›
  • • A alimentação é outra questão crítica, criança quando esta empolgada na brincadeira esquece que tem que comer, tomar banho, dormir, etc., e quando a fome vem elas querem tudo pra ontem e ficam muito irritadas. Por isso se você optar por cozinhar no camping tenha os cardápios programados desde o café até o jantar. Quando estiver elaborando seu cardápio pense em opções de preparo rápido para esses momentos de fome extrema - exemplo, depois de passar o dia todo na piscina -, senão até você preparar uma refeição mais elaborada as crianças vão te deixar louco e você vai encher elas de bolacha e salgadinhos, aí já era a boa alimentação. Frutas são excelentes opções para lanchinhos da tarde e no verão evite comidas pesadas como frituras, feijoadas, etc.
◊ Prevenção › ›
  • • Um item fundamental é uma boa caixinha de primeiros socorros, principalmente se o camping em que você for estiver longe de hospitais, farmácias e postinhos de saúde. Leve todos os remédios de uso habitual recomendado pelo seu pediatra e pesquise antes de sair o hospital mais próximo para emergências.
    • Os bebês exigem cuidados maiores, mas não deixe de acampar por isso pois o mercado oferece uma variedade de equipamentos para fazer dessa experiência um momento muito agradável. Evite deixar o bebê em contato com plantas. Crianças pequenas tendem a colocar tudo o que encontram na boca e muitas plantas podem ser venenosas. Se isso acontecer a primeira ação é provocar vômito, colocando o dedo na garganta da criança, e levá-la ao hospital.
    • Atenção: Nunca deixe uma criança dormindo dentro da barraca, se ela estiver montada sob o sol. O calor gerado dentro de uma barraca exposta ao sol é igual ao de um carro. Isso pode desidratar e até levar a morte. Em dias quentes, coloque os colchões pra fora sob a sombra de uma árvore e deixe que as crianças durmam lá. Mesmo barracas que estejam montadas na sombra devem ser ventiladas nos dias quentes, deixando as portas e janelas abertas.

(texto publicado no blog Camping & Família)

Outra experiência de acampar com criança pequena, desta vez num Parque Estadual (Ibitipoca, em Minas Gerais) é relatada nesse blog, onde se conclui que tanto num camping estruturado, com recursos que se parecem com um clube, ou num rústico, apenas com as instalações básicas, é perfeitamente viável levar crianças - claro que com planejamento e os cuidados necessários -, que adorarão o que para elas será uma aventura, com muitas histórias para contar depois para os amiguinhos.


Para quem tem filhos na faixa de 0 a 5 anos de idade tem boas informações no blog Camping com Crianças descritas por uma mãe que leva a filha para acampar desde antes de completar um ano e demonstra tudo de bom que essa experiência traz para o desenvolvimento da criança e a união da família.